gerações Tag

Associação Jewish Inn abre o ano de 2016 com a Palestra o Gap de Gerações e Os Novos Comportamentos

A Associação Cultural Jewish IN começou sua programação anual com uma palestra da caçadora de tendências (cool Hunter) Sabina Deweik, na residência de Jacques Khafif. No dia 25 de fevereiro de 2015, com a casa lotada, os jovens puderam aprender sobre o cool hunting, do qual é precursora no Brasil, além de ouvir a respeito da carreira de Sabina, que discorreu sobre o seu trabalho nesse meio de tendências e o momento em que vivemos de “gap de gerações”.

Formada em jornalismo pela PUC, começou sua profissão acompanhando desfiles de moda, quando ainda não existia a São Paulo Fashion Week e os looks eram mostrados em clubes noturnos paulistanos. Escreveu para várias publicações e já se considerava empreendedora antes mesmo de surgir o termo. Morou em Milão no ano 2000, e lá, aprendeu o conceito de cool hunting que aplicou nas empresas em sua volta ao Brasil, fazendo grandes reformas como da marca Havaianas, ajudando a criar a loja conceito e difundir a marca.

Após essa introdução, através de frases, imagens e vídeos cômicos ou emocionantes explicou a questão do “gap de gerações” que divide a sociedade em faixas etárias completamente diferentes em questões de identidade, e que gera conflitos, principalmente, no trabalho, mas até entre pais e filhos. No encerramento, a palestrante e o anfritrião receberam das mãos do presidente Charles Tawil o peso de livros com a logomarca da Jewish IN.

om

Sebrae PR promove lançamento do Sebrae Mulher com palestra: O Gap de Gerações e os Novos Valores do Feminino

Com o intuito de desenvolver habilidades de gestão e aprimorar o nível de competitividade das empresas que têm a frente empreendedoras, o Sebrae/PR lança em Maringá e Umuarama, 21 e 22/02/2027 respectivamente, o segundo ciclo do projeto Sebrae Mulher. Para tal, o evento contou com a pesquisadora de comportamento e tendências Sabina Deweik.

Com o tema O Gap de Gerações e Os Novos Valores do Feminino a palestra colocou em pauta as mudanças do comportamento feminino e dos valores que inspiram esta nova era: como inovação, compartilhamento, co-criação, economia criativa, colaboração e intuição; valores estes que são considerados femininos. Há uma decadência de pilares que até então inspiraram as empresas e o mundo tais como o foco apenas no resultado, a competitividade desmedida, o trabalho sem propósito e o individualismo.

A palestra fez um percurso sobre o Gap de Gerações (Baby Boomers, Geração X, Geração Y e Z) e como o feminino foi de modificando até chegar nos dias de hoje.
Através desta visão, a era de transição em que vivemos pede por valores que são considerados femininos tais como: adaptabilidade, flexibilidade, modelos colaborativos, multi-tarefa, orientação por propósitos grandiosos e a visão de todo inspiram hoje uma mudança de paradigma na sociedade e na empresas.IMG_8950 IMG_8951 IMG_8954 IMG_8957